sábado, junho 25

Diamantes, Rubis e Esmeraldas


"E quão preciosos me são, ó DEUS, os teus pensamentos! Quão grandes são as somas deles!" (Sl 139:17).

Uma parábola foi contada por William Cunningham, Secretário de Educação da Califórnia-USA: Um homem estava caminhando pelo deserto quando ouviu, claramente, uma voz: "Apanhe um pouco dessas pedrinhas no chão e guarde-as em seu bolso. Amanhã, você estará tanto arrependido como contente". O homem obedeceu. Ele abaixou-se e pegou um punhado de pedrinhas, pondo-as em seu bolso. Na manhã seguinte, ele lembrou-se das pedrinhas e, ao tirá-las do bolso, percebeu que eram diamantes, rubis e esmeraldas. Ele estava, ao mesmo tempo, contente e descontente. Contente por ter apanhado uma boa quantidade de pedrinhas; descontente por não ter apanhado mais. Assim é com a Palavra de DEUS.

Muitas vezes andamos como em um deserto. Tudo parece árido em nossas vidas. Não conseguimos enxergar nada de bom e por mais que busquemos um prazer ou satisfação, percebemos que caminhamos sem parar e não chegamos a lugar algum. Tentamos achar uma sombra que nos dê alívio e motivação, mas não a encontramos.

De vez em quando ouvimos uma voz nos sugerindo: "Busque a DEUS e Sua Palavra. Guarde seus ensinos no bolso do coração. Eles lhe ajudarão a vencer os obstáculos do caminho, a suportar os momentos de solidão, a amenizar os sofrimentos e angústias, as tempestades espirituais de areia das frustrações e derrotas.

Não é raro tratarmos com indiferença os conselhos de amor que amigos nos oferecem. Rejeitamos as pedrinhas de sabedoria bíblica ou, quando acolhemos tais sugestões, o fazemos sem determinação, sem grande prazer. Mas, quase sempre que agimos assim, acabamos concluindo que grande parte de nosso tempo de felicidade foi perdido, por não termos desfrutado das jóias do Senhor durante a maior parte de nossa vida. Alegramo-nos, sim, pelas bênçãos que DEUS nos concede, mas, lamentamos não tê-las recebido há mais tempo.

Se você não quer se arrepender no futuro, apanhe todas as pedrinhas preciosas que DEUS lhe preparou em Sua Palavra.

Refinado


"E assentar-se-á como fundidor e purificador de prata..." (Malaquias 3:3)

Esse versículo bíblico intrigou umas mulheres de um estudo bíblico e elas ficaram pensando o que essa afirmação significava em relação ao caráter e a natureza de DEUS.

Uma delas ofereceu-se para descobrir sobre o processo de refinamento da prata para o próximo estudo bíblico. Naquela semana, a mulher ligou para um ourives e marcou um horário para assisti-lo trabalhar. Ela não mencionou a razão do seu interesse e só disse estar curiosa para conhecer o processo. Ela foi assisti-lo. Ele pegou um pedaço de prata e o segurou sobre o fogo, deixando-o esquentar. Ele explicou que, no refinamento da prata, é preciso que se segure a mesma bem no centro da chama, onde é mais quente e queima-se as impurezas.

A mulher pensou sobre DEUS, que às vezes, segura-nos em situações 'quentes' e pensou novamente no versículo: 'E assentar-se-á como fundidor e purificador de prata...' Ela perguntou para o artesão se ele tinha mesmo que ficar sentado o tempo todo na frente do fogo enquanto a prata estava sendo refinada. Ele disse que sim, que não somente ele tinha que ficar lá, segurando a prata, mas que ele tinha que, também, manter seus olhos na mesma o tempo todo que ela estivesse nas chamas. Se a prata ficasse um minuto a mais no fogo, seria destruída. A mulher ficou em silêncio por um momento. Então, ela perguntou: "Como você sabe quando a prata está totalmente refinada? Ele sorriu e disse: Ah, isso é fácil... É quando eu vejo minha imagem nela."

Se hoje você está sentindo o calor do fogo, lembre-se que os olhos de DEUS estão sobre você e que Ele vai ficar cuidando de ti até que Ele veja Sua imagem em você. Precisamos saber que DEUS está cuidando de nós. E, seja o que for que estejas passando, você sairá 'refinado (a)' no final.

Um lugar perigoso!



"Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: Senhor, salva-me! E logo JESUS, estendendo a mão, segurou-o, e disse-lhe: Homem de pouca fé, por que duvidaste?" (Mt 14:30-31)

Se o inimigo não puder impedir a sua fé, tentará desestabilizar as suas emoções. Todas as investidas dele têm o mesmo propósito: fazer-nos acreditar que DEUS não se importa conosco, que Ele não nos ama de verdade e que está distante de nós, indiferente aos nossos sentimentos e problemas. 

Ele utiliza as crises e situações para nos levar para este lugar perigoso onde somente nós temos acesso: o livre-arbítrio. Nem DEUS nem o inimigo interferem neste lugar profundo da nossa alma, o lugar das nossas decisões e escolhas. Embora o inimigo não possa alcançá-lo, fará o possível para que o desânimo, a insegurança, a frustração e a decepção nos levem a pensar: "De que adianta?". Quando esta pergunta começa a assolar as nossas mentes já estamos pisando no terreno escorregadio onde o inimigo espera nos derrubar. Ele pode ser o vale da morte se não despertarmos para a verdade. Mesmo que você se sinta desprotegido, vulnerável e com medo, creia que DEUS está ao seu lado. Este é o serviço do inimigo: valorizar o fato através dos sentimentos e esconder JESUS para que você não O veja através da fé. 

Foi o que aconteceu com Pedro no meio da tempestade. Enquanto os olhos de Pedro permaneceram fixos em CRISTO, ele andou sobre o mar. Mas as suas emoções estavam à flor da pele, por causa do medo da morte, então, bastou sentir o vento forte, para que a visão da fé fosse comprometida e o mar começasse a engoli-lo. Mas JESUS estendeu a mão e o livrou. O Senhor usou o elemento que o fazia temer [as águas] para aproximar-se dele e o livrar. 

Saia deste lugar "De que adianta" e vá para "Bendito seja o Senhor". Ele é Fiel em todo tempo e jamais o deixará!

Cuide bem da sua família!



"Porque eu já lhe fiz saber que julgarei a sua casa para sempre, pela iniqüidade que ele bem conhecia, porque, fazendo-se os seus filhos execráveis, não os repreendeu." (1 Samuel 3:13)

Cuide bem da sua família! Ela é a célula básica da sociedade e da igreja. Se ela não está bem, todos os outros relacionamentos e empreendimentos também não estarão. Para isso, DEUS estabeleceu princípios e leis espirituais, capazes de nortear e harmonizar os relacionamentos familiares. 

Segundo o propósito divino, cada um dos membros da família deveria suprir as necessidades do outro. Entretanto, os problemas ficam latentes quando nos omitimos desta responsabilidade e passamos a buscar a nossa própria satisfação. O egoísmo é extremamente nocivo e prejudicial, por isso não podemos viver ilhados em nossos pequenos mundos, egoístas e individualistas. O lar é um campo de treinamento, e através do Espírito Santo, podemos exercitar os frutos espirituais. "O fruto do Espírito é: o amor, o gozo, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade. a mansidão, o domínio próprio; contra estas coisas não há lei." (Gl 5:22-23). Estes frutos, quando exercitados, podem tornar a vida familiar agradável e abençoada, mas na ausência deles, o que deveria ser um campo de treinamento acaba se tornando um campo de batalha. 

Quando um dos cônjuges priva o outro de amor, atenção, carinho e apreciação, instala-se a acusação, o desprezo, a afronta e a indiferença. Os filhos acabam sendo afetados por estes conflitos e desenvolvem falsos padrões de pensamento em relação ao casamento e à família e passam a enxergar as pessoas da família como verdadeiros inimigos. Isso, certamente, comprometerá suas próprias famílias no futuro. 

Atente para os princípios bíblicos da Palavra de DEUS, "Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de DEUS, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem" (Hb 12:15).

A Obra do Agricultor



"Encontraram-me no dia da minha calamidade, porém o Senhor se fez o meu esteio. Conduziu-me para um lugar espaçoso; livrou-me, porque tinha prazer em mim" (2Sm 22:19-20).

Em tudo, tenha alma! Tire os olhos do problema e olhe para DEUS! Ele fará prosperar os seus caminhos e lhe dará uma colheita abundante. Mesmo que os seus olhos não consigam ver, DEUS está conduzindo os seus pés a lugares mais que abundantes. 

Normalmente, os problemas têm a dimensão que nós damos a eles. Quanto mais você se concentrar na crise, quanto maior ela parecerá. Mesmo que você queira uma solução rápida, não vale a pena se preocupar e se encher de ansiedade. Olhe para CRISTO e confie no Seu poder de abençoar (Hb 11:6). Sabemos que há um tempo certo para cada espécie de semente. Por mais ansioso que o agricultor esteja pela colheita, as sementes não brotarão antes do tempo, e mesmo que ele queira, cada espécie frutificará na estação própria. Cada fruto tem o seu tempo determinado e DEUS tem o controle das estações. Descanse nEle.

Cada aspecto de sua vida é como uma terra arada e Ele têm uma promessa específica para cada área. A promessa é como uma semente, disse JESUS, e se for semeada, no devido tempo ela dará o seu fruto. Ainda que você queira ver todos os problemas resolvidos ao mesmo tempo, a solução virá à medida que você reconhecer a soberania divina e as leis da semeadura (Sl 126:5-6). 

Salomão disse que "há tempo para plantar e tempo para colher" (Ec 3:2). Os frutos desta estação já estão disponíveis para você. Outros sonhos que DEUS semeou em seu coração se tornarão realidade conforme a sua determinação e fé. DEUS está trabalhando em seu favor e cuidando da sua vida. Faça a sua parte! Para que a preocupação e ansiedade não paralisem os seus pés e o impeça de caminhar em triunfo, vá "lançando sobre Ele toda a vossa ansiedade, porque Ele tem cuidado de vós" (1Pe 5:7). Lembre-se que a caminhada é feita passo a passo e os que confiam nEle sempre alcançam a promessa!

Vitórias na Humildade...



"Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras" (Ap 2:5).

Há vitória na humildade! Reconheça a autoridade divina sobre a sua vida e honre-O com a sua obediência. Muitas pessoas começam bem e terminam mal exatamente por isso. Eles resistem a DEUS por serem orgulhosas. Saiba que o orgulho pode ser uma arma poderosa nas mãos do inimigo para retardar o cumprimento das promessas e das bênçãos divinas. DEUS não agirá segundo os nossos termos e exigências. ELE é soberano e tem os seus próprios meios para trazer até nós as suas dádivas. É inútil lutar com DEUS por suas bênçãos, resistindo a JESUS, o Abençoador. Por isso ELE disse: "Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor" (Ap 2:4). 

ELE não se intimidará com as nossas pressões ou insistências. Jacó descobriu isso, depois de uma longa noite de luta com ELE. Sua arrogância e determinação não foram suficientes para convencer o Anjo do Senhor a liberar a bênção, sem o devido tratamento. Mais do que abençoá-lo, DEUS desejava transformá-lo. Suas águas estão fluindo para trazer cura ao nosso coração! 

Naamã descobriu esta verdade. Ele era leproso, mas havia dois tipos de doença nele: a exterior que estava em sua pele e a interior que era invisível e estava no seu coração. Porém, sua tristeza e desespero fizeram com que ele desse ouvidos ao conselho de uma escrava judia. Ele pediu permissão ao rei e foi à procura do servo de DEUS, que já havia preparado um caminho de humilhação que o conduziria à cura. Decepcionado com a recepção do profeta, ele fez menção de ir embora, mas foi aconselhado por seus servos a ouvir a instrução e a humilhar-se, mergulhando sete vezes no rio Jordão. Submissão e obediência fazem parte do tratamento de DEUS. A receita divina era perfeita. A cada mergulho, Naamã era liberto das cadeias e amarras que o prendiam. Mas ao fim do sétimo mergulho, já estava limpo e transformado. Ele renasceu naquele dia! 

O Rio da Vida ainda corre e nele você também pode mergulhar!

DEUS balança o ninho...



"Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor." (Ap 2:4)

É preciso ousar para experimentar o novo de DEUS! Por isso não tenha medo se DEUS está balançando o "seu ninho" nestes dias. Se ELE está nos chamando para voltar as primeiras obras, temos que lembrar deste princípio espiritual. Existe um preço a ser pago por aqueles que aspiram as alturas e a vontade do Pai é que você aprenda a voar. ELE mesmo disse ao seu povo: “vos levei sobre asas de águia e vos cheguei a mim” (Ex 19:4). Assim, os maiores desafios desta vida sempre estarão reservados para os que desejarem viver nos lugares altos da excelência de DEUS. A mediocridade pode parecer cômoda e segura, mas limitará as valiosas experiências que produzirão o crescimento e o amadurecimento da nossa vida cristã, em todos os aspectos.

Podemos aprender esta preciosa lição observando as águias. Elas fazem os seus ninhos com galhos secos nos lugar mais altos do penhasco, fora do alcance dos predadores. No fundo dos ninhos, elas colocam ramos com espinhos, propositadamente. Depois de cobri-los com algumas penas da águia mãe, os ninhos se tornam o lugar ideal para receber os futuros filhotes. Enquanto estão crescendo e se desenvolvendo, são alimentados e aquecidos pela mãe carinhosa, que lhes garante todo cuidado e proteção. Aquele parece ser o melhor lugar do mundo para se viver e dali os filhotes não desejariam sair jamais, senão por causa dos espinhos, que passam a incomodar, à medida que eles crescem e se tornam mais pesados.

Fora da segurança do ninho existe um mundo desafiador a ser conquistado. Mesmo que eles não consigam êxito no primeiro vôo, a mãe águia tornará a lançá-los para fora do ninho, até que descubram que o seu destino é o céu e que as alturas lhes pertencem. É assim que o Senhor ensina seus filhos a vencerem cada desafio. Eles nunca nos impedirão de chegar ao podium, mas nos mostrarão o caminho da vitória. Saia do ninho e comece a voar!

Porta-Voz



"O Senhor, o Soberano, é a minha força; ELE faz os meus pés como os do cervo; faz-me andar em lugares altos" (Hc 3:19)

Num hospital, à noite, ouvem-se claramente os gemidos dos que sofrem. Há sempre pessoas que, vendo tal sofrimento, questionam a existência de DEUS – se ELE existe, porque não intervém? Outros pensam que DEUS não se importa conosco. Até mesmo Gideão, um homem do passado que vivia em contato com DEUS, perguntou-lhe: "Ai, Senhor meu, se o Senhor está conosco, por que aconteceu tudo isso?" (Jz 6:13)

DEUS chamou Habacuque para ser seu porta-voz. Naquele tempo o sofrimento do povo era o mesmo que nos dias de hoje. Ele também teve momentos de dúvida: "Até quando, Senhor, clamarei por socorro sem que tragas salvação?" E nós, Senhor, até quando viveremos num mundo terrível e angustiante? Até quando?

A resposta às suas perguntas veio no silêncio do seu posto de sentinela (Hc 2:1), onde Habacuque aguardava que DEUS respondesse às suas queixas. DEUS pediu, então, que ele escrevesse a sua visão em tábuas que todos pudessem ler com facilidade: "O ímpio está envaidecido; seus desejos não são bons." Esse era, na realidade, o problema.

O mesmo acontece nos dias de hoje. O homem está cheio de pecado, envaidecido, orgulhoso, maldoso, pois perdeu sua bondade quando desobedeceu a DEUS. Mas o justo, aquele que pertence a DEUS, o cristão, viverá pela sua fidelidade - ou pela fé – mantendo-se em comunhão com DEUS. O Senhor está realizando uma grande obra que será manifestada no devido tempo. Um dia ELE tornará tudo inteligível, diz o poema. Se há tanta pobreza, miséria, violência e sofrimento, não é por que ELE esteja alheio a tudo, de modo algum. ELE sabe o que está acontecendo e jamais perde o controle.

O cristão é o porta-voz de DEUS para anunciar seu cuidado por nós e o socorro no devido tempo!

Lealdade



"Aquele que não está comigo, está contra mim." (Mt 12:30)

Vira-lata herói? Sim, pois segundo a revista Veja, em Taubaté-SP um vira-lata salvou uma menina de quatro anos do ataque de um pitbull. O cão feroz correu para a menina, mas do lado dela o cachorro de casa pulou e a defendeu. Sofreu mordidas nas patas, mas deu fortes dentadas no rabo do agressor, que fugiu correndo. Foi uma surpresa para todos que conheciam o cachorro manso, que nunca brigou. Sofreu, sendo leal, e tornou-se herói – mas nem sempre a lealdade exige heroísmo.

No livro I Samuel, capítulo 19, versículo 1 a 6 fala sobre a lealdade de Jônatas a seu amigo Davi. O reiu Saul, pai de Jônatas, decidiu matar Davi, mas Jônatas empenhou-se em defendê-lo. Intercedeu por ele perante seu pai, que em um momento de humildade prometeu não matar Davi. Mas logo voltou a mesma atitude ciumenta contra o aclamado herói de Israel. Isso só fortificou os laços de lealdade entre os dois amigos. Quantas horas de preocupação e noites mal dormidas Jônatas não sofreu buscando meios para mudar a atitude de seu pai e garantir a segurança de Davi. Atraiu a raiva do pai, que sabia dos laços que uniam os dois. Jônatas vivia resolvido a garantir que Davi fosse rei de Israel; contudo não o alcançou, pois foi morto numa batalha. Mas seu alvo era entregar a nação a Davi, o ungido do Senhor para reinar.

A lealdade é importante: no casamento, no emprego, na profissão, na família, na igreja. O cristão precisa resolver permanecer fiel a CRISTO. O caminho do crucificado não admite hesitação: ou estamos com ELE ou contra! Não se nega que o discípulo pode vacilar, mas é um sinal de fraqueza, como aconteceu com os discípulos de JESUS, que não permaneceram perto dELE quando precisava de apoio na hora da crucificação. Pedro chegou até a negar que o conhecesse. Discipulado requer lealdade!

JESUS disse: "Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me!" (Mt 16:24) Viva para ELE e você será feliz!

sábado, março 19

Quando DEUS se cala...


E disse JESUS: "Pai, se queres, passa de mim este cálice, todavia não se faça a minha vontade, mas a tua." (Lc 22:42)

Em um dado momento JESUS clamou em oração: "Pai se possível passa de mim este cálice". A Bíblia chega a mencionar esta oração de JESUS por duas vezes sem, contudo, obter nenhuma resposta. Quantas vezes você sentiu em sua vida que DEUS esteve calado? Há momentos em que DEUS se cala. JESUS nunca tinha ficado sem resposta em nenhuma de suas orações ao Pai. Mas diante desta petição de seu filho DEUS permaneceu imóvel. Nenhuma palavra ecoou do Céu em favor do filho amado. Diante dos propósitos do Senhor, nós os seres humanos nos encontramos perdidos as vezes. Por que certamente não estamos prontos para servir um DEUS que não se comova com nosso sofrimento.

A expectativa do povo de DEUS é sempre ver a resposta do Senhor em meio ao sofrimento. Em meio às adversidades nós estamos esperando que alguém nos tire do problema. Na verdade esperamos um paraíso aqui na terra, quando na realidade estamos em meio a um mar turbulento. Mas, como muitos homens e mulheres de DEUS, poderemos esperar no Senhor. Ainda temos mais um suspiro. E enquanto houver vida em nós poderemos ter esperança. O salmista diz: "Empurraram-me violentamente para me fazer cair, porém o Senhor me amparou".

JESUS tinha mais uma oração a fazer. E você? Ainda tem força para mais uma vez orar a DEUS? "Sê forte e corajoso, não temas nem te espantes. O Senhor teu DEUS é contigo por onde quer que andares. Você ainda tem forças para vencer. Você ainda é um campeão." Eu creio que foi bem isso que JESUS ouviu o Espírito Santo falar. Então depois de ter ido por duas vezes a seus discípulos e ter os encontrado dormindo, Ele fez sua terceira oração. E a Bíblia diz que então apareceu um anjo do Céu para confortá-lo. Não importa o tamanho do seu problema, e sim o tamanho do DEUS que você serve. O salmista diz: "A destra do Senhor se eleva, a destra do Senhor faz proezas. Não morrerei; antes, viverei e contarei as obras de Suas mãos."

ELE cumpre as promessas!


"Estando plenamente convicto de que ELE é poderoso para cumprir o que prometera." (Rm 4:21)

Abraão, embora vendo seu corpo já amortecido, não desanimou, porque não estava olhando para si, mas para o Todo-Poderoso. Ele não vacilou ante a promessa, mas ficou firme, e não se deixou esmagar pela grandeza da bênção a ele prometida. Quanto mais as dificuldades surgiam, em vez de fraquejar, ele se fortalecia, robustecendo-se ainda mais; glorificando a DEUS por Sua suficiência, e estando "plenamente convicto'' de que Ele era não apenas capaz, mas... abundantemente capaz, generosamente capaz, capaz com recursos ilimitados, infinitamente capaz de "cumprir o que prometera".

Ele é um DEUS de recursos infinitos. Nós é que somos limitados. O nosso pedir, o nosso pensar e o nosso orar são muito pequenos; nossas expectações são muito limitadas. Ele quer elevar-nos a uma noção mais alta e atrair-nos a uma expectação maior e uma apropriação maior dos Seus recursos. Não há limite para o que podemos pedir e esperar do nosso glorioso El-Shaddai; só há uma medida dada para a Sua bênção, e é "segundo o poder que em nós opera".

"Suba à casa do tesouro das bênçãos, pela escada feita de promessas divinas. Com uma promessa, como se fosse uma chave, abra a porta das riquezas da graça e favor de DEUS."

Confie na Palavra!


"Porque a palavra de DEUS é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até a divisão de alma e espírito, e de juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração". (Hb 4:12)

Confie em DEUS! Não confie em si mesmo, em suas opiniões, emoções e conceitos que se desfazem diante da bíblia. Jesus disse a Satanás: "Nem só de pão viverá o homem, mas de toda Palavra que procede da boca de DEUS." (Mt 4:4). O verbo proceder é literalmente o que vem de DEUS pra você. Essa conjugação afirma que DEUS está sempre se comunicando com o homem por meio de Sua Palavra. A espada do Espírito é a Palavra de DEUS. O Espírito Santo, que está em sua vida, te dá sabedoria, entendimento e força, para vencer os obstáculos da vida, neste mundo tão conturbado que vivemos e cheio de dores.

DEUS ainda fala! Deixe DEUS falar ao seu coração através da Sua Palavra. Medite na palavra de DEUS dia e noite, porque ela é fonte de vida pra você!

Chamados para Transformar


"E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura" (Marcos 16:15)

Um antigo conto narra-nos o trabalho de um homem justo, em Sodoma, tentando salvar a cidade. Ele se aproxima das pessoas, vai de rua em rua, de mercado em mercado, clamando com insistência: "Homens e mulheres, arrependam-se. O que vocês estão fazendo é errado. Acabará por destruí-los e levá-los à morte." Todos riem, mas ele continua clamando. Um dia ele é parado por uma criança na rua. "Não vê que é inútil, senhor?" "Sim," respondeu o pregador. "Então por que você continua?" perguntou a criança. "No princípio," respondeu o justo, "eu estava certo de que poderia mudá-los, agora eu continuo clamando porque eu não quero que eles me mudem." DEUS nos tem escolhido para transformar o mundo. JESUS nos disse que deveríamos ser "sal da terra" e "luz do mundo".

Este é o desejo do Senhor, que todos os homens e mulheres se aproximem dele, que vivam a vida abundante que ELE preparou e que sejam verdadeiramente felizes. E para que todos, sem distinção, tivessem o mesmo privilégio, escolheu a nós, seus filhos, para levar aos corações a mensagem que vem diretamente dos céus. Mas a tarefa não é fácil. As luzes do mundo e os interesses materiais impedem que os olhos de muitos sejam abertos para vislumbrar todas as maravilhas que estão perdendo. Há muitos caminhos aparentemente mais atraentes, que oferecem todo tipo de vantagens, mas que, infelizmente, conduzem à perdição.

Que a alegria do Senhor continue sendo a nossa força. Que continuemos firmes no Caminho, amando e estendendo a mão a todos, testemunhando com fervor que somente em CRISTO estaremos seguros e que o mais importante para nós é saber que nosso nome está escrito nos céus.

Lembre-se: você foi separado para transformar o mundo e não para ser transformado por ele!

Tempo de espera...


"Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de JESUS CRISTO." (Filipense 1:6)

Quantas vezes nós recebemos palavras claras de DEUS, e após isso começamos a mexer "nossos pauzinhos" para que a profecia se cumpra em nossa vida. Queridos, o tempo da espera é um tempo maravilhoso. É tempo de deixarmos DEUS agir endireitando nossa vereda. Não devemos estar ansiosos, procurarmos lugares ou situações nas quais possamos dar uma "forcinha" para DEUS. ELE não precisa da nossa mão para estabelecer em nossa vida aquilo que ELE preparou para nós em sua eternidade. DEUS precisa apenas do nosso coração contrito em sua presença, esperando em fé.

O que o Senhor prometeu para sua vida isso ELE cumprirá. Não desprezemos o tempo da espera. Se hoje você está apenas sentado no banco de sua igreja... esperando, não desanime. Analise todas as situações de sua vida, pois em cada uma delas DEUS o está ensinando para algo que vai chegar em suas mãos, e nunca mais será tirado. Pois ELE não quer dar a você uma circunstância, mas sim algo concreto que não depende de lugar ou momento.

Lembre-se: o sonho, antes de ser seu, é dELE! Sábio você será se discernir o tempo e o modo de tudo acontecer. DEUS nos abençoe nesse maravilhoso tempo de espera.

O barco está balançando!


"E eis que no mar se levantou uma tempestade, tão grande, que o barco era coberto pelas ondas; ele, porém, estava dormindo." (Mateus 8:24)

O barco estava balançando. Uma forte tempestade jogava, de um lado para o outro, o barco onde estavam JESUS e seus discípulos. Os homens ficavam mais apavorados a cada minuto que se passava. Deviam estar pensando que logo as ondas iam cobrir o barco completamente e fazê-lo afundar, e eles então morreriam afogados. Naquele instante eles se esqueceram que JESUS estava com eles no barco, e do poder que JESUS tinha para ajudá-los e salvá-los.

Às vezes as dificuldades da vida nos fazem sentir assim, jogados de um lado para o outro, sozinhos na maré dos problemas, do sofrimento, uma tempestade que parece quase nos vencer; e nos esquecemos de que JESUS não saiu do nosso lado, e que ELE tem o poder e o domínio sobre todas as coisas. Ali no barco, JESUS estava à distância de uma voz, um pedido de ajuda dos discípulos. E ELE foi chamado, porém, por um pedido quase sem fé em Seu agir. Isso O aborreceu. Ele já tinha feito tantas maravilhas diante dos discípulos, mas eles ainda não criam nELE totalmente.

Na nossa vida JESUS também está a apenas um chamado de distância, basta levantarmos nossa voz e clamarmos por ELE, e ELE virá em nosso socorro. Mas que possamos praticar a nossa fé em quem ELE é, reconhecendo em nosso interior a majestade e o domínio do Senhor a quem servimos; para que, ao chegar em nosso socorro, ELE encontre em nós um coração cheio de certeza e confiança em Seu agir, o que Lhe fará sentir muita alegria. O Senhor já nos dá tantas demonstrações de que está sempre conosco, e que em momentos difíceis também vai estar ao nosso lado... Só temos que crer nELE, agradecê-lo por tanto cuidado conosco, e descansar na certeza desse cuidado.

Se o barco das suas emoções está balançando, ou de alguma outra área da sua vida, não se alarme. Essa é uma oportunidade para JESUS transformar outra tempestade. Olhe para ELE com fé, clame ao Seu nome, e ELE virá com a solução.

Vigiando as fraquezas...


"Então foi conduzido JESUS pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo. E tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome; E, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de DEUS, manda que estas pedras se tornem em pães. ELE, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de DEUS." (Mt 4:1-4)

Se meditarmos nessa palavra aprenderemos algo extraordinário. Pare e pense no porque satanás atacou JESUS em sua fome. É simples! Releia o texto que diz: "E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome." Só quem já passou fome na vida sabe o quanto essa dor é horrível de se sentir, pois deixa o organismo e a mente fracos e propensos a doenças. O corpo fica completamente debilitado. Aí está o segredo de porque satanás o atacou desse jeito: "E, chegando-se a ELE o tentador, disse: Se tu és o Filho de DEUS, manda que estas pedras se tornem em pães." Satanás sabia que JESUS estava sem comer, que estava com as dores da fome, que esta poderia ou não ser uma franqueza em JESUS. No entanto JESUS se manteve firme em seu propósito e o respondeu com a palavra de DEUS.

Assim como JESUS, eu e você somos tentados diariamente. E onde você acha que o diabo ataca a cada um de nós? Simples: em nossas fraquezas. Satanás espera o momento certo para atacar. Esse momento é sempre quando você está extremamente fragilizado por algo, assim como fez com nosso JESUS, esperando os quarentas dias se passarem para atacá-lo na sua maior "franqueza", a fome.

Então vigie suas emoções, seu andar, se descubra, faça uma auto-analise e entenda qual a sua maior franqueza. Fazendo isso, ore a DEUS e no nome de JESUS pedindo forças para suportar os ataques do inimigo, pois eles vêm. O último segredo desta passagem é que JESUS usou a palavra de DEUS para combater satanás. Aprenda a usar essa arma. A última palavra é DEUS em sua vida.

domingo, março 13

A alegria do vinho novo!


"Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida; o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã." (Sl 30:5)

A Palavra do Senhor nos mostra que JESUS em seu primeiro milagre transformou água em vinho (Jo 2:1-9), porque naquele momento festejava-se um casamento, e era necessário o vinho para que se alegrassem. Quando o vinho acabou, acabou-se a alegria, mas JESUS estava lá. Foi naquele momento que DEUS ordenou a JESUS que iniciasse o seu ministério de milagres e maravilhas na terra, transformando água em vinho, e a alegria retornou aquele lar.

Hoje DEUS quer devolver a alegria à você, à sua família . Não importa se os tempos de festa e alegria ficaram no passado e tudo se tornou sem gosto, sem cor e sem beleza, não é o fim. Se JESUS está presente, sempre haverá alegria disponível. Ele deseja que seu coração se encha de fé sobrenatural e creia que não há solo infértil que DEUS, pelo seu poder, não possa fazer frutificar. A começar por você, ELE deseja tocar com unção de alegria e força e transformar sua vida por completo. Quando a alegria e a força são roubadas, a luta se torna desleal e insuportável. Mas hoje DEUS quer tocar a sua vida com a unção do vinho novo, e tornar aquilo que não tem mais beleza em algo muito valoroso.

Creia no seu coração e declare: "Eu creio que hoje mesmo DEUS vai enxugar dos meus olhos toda lágrima, vai arrancar do meu coração toda tristeza e me tocar com unção de força e alegria, e me levantarei na força do Seu poder. Ainda que os dias tenham sido difíceis e as lágrimas tenham comprometido minha visão, hoje DEUS me restaura e posso declarar – o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã!" (Sl 30:5)

Boas lembranças!


"Quero trazer à memória o que me pode dar esperança." (Lamentações 3:21)

O que passou, passou! Não há nada mais nada que você possa fazer para apagar aquela infeliz circunstância. Você não tem poder para voltar o relógio para traz. Porém, você tem uma imaginação a qual lhe foi dada por DEUS e esta você tem controle. Você pode se lembrar exatamente daquelas coisas que você deseja se lembrar e da maneira que deseja se lembrar.

Quando você se lembra da maioria das coisas boas e positivas, você passa a construir uma imagem de você mesmo como alguém que realiza, como alguém vitorioso, de alguém com a cabeça para cima. É tremenda a importância que essa auto-imagem traz para o seu futuro, suas ações e os resultados que você pode vir a obter. Lembre-se do seu passado como vencedor e você irá agir como vencedor. Não se esqueça, porém, que – infelizmente – a recíproca também é verdadeira.

Na sua mente guarde os tesouros das coisas lindas do passado e a sua memória irá abrilhantar o seu futuro.

Assim conheceremos todos...


"O malfazejo atenta para o lábio iníquo; o mentiroso inclina os ouvidos para a língua maligna." (Provérbios 17:4)

Você, certamente, conhece este ditado popular: "Dize-me com quem andas, e te direi quem és". Ele não está na Bíblia, mas fala exatamente o mesmo que o versículo citado; só não tem a mesma força, pois o texto bíblico é a Palavra de DEUS, a qual jamais será desmentida. Podemos e devemos examinar as pessoas que temos como amigos. Veja bem: se eles têm lábios iníquos – gostam de falar palavras torpes, mentirosas, obscenas ou malignas –, você está agindo erradamente. Quem é amigo de quem gosta de conversa vã está praticando o que a Palavra condena, ainda que apenas no coração. O melhor é ficar longe deles.

Quem observa a Palavra de DEUS, que nos foi dada como o Melhor do Senhor, jamais tropeça, pois nela não há excesso. Como verdadeiro Pai, ELE não somente se interessa pelo bem-estar dos Seus filhos, mas também se esforça para abrir os olhos deles, a fim de que escapem das astutas ciladas do inimigo; no entanto, nem todos dão a atenção devida às advertências divinas. Aquele que não obedece a DEUS não entende por que tanta coisa ruim lhe acontece.

Se tem sentido alegria com as pessoas que contam piadas imundas, mentem, enganam, ou só falam frivolidades, abra os olhos, pois você está trilhando um caminho onde suas obras não serão feitas com santidade e decência, mas, sim, com a participação do diabo. Todos os que agirem com a ajuda do maligno receberão uma pena grande, porque ele tem como único propósito matar, roubar e destruir (João 10:10).

Toda busca intensa terá recompensa!


"Cheguemo-nos, pois, confiadamente ao trono da graça, para que recebamos misericórdia e achemos graça, a fim de sermos socorridos no momento oportuno". (Hb 4:16)

Estas palavras foram ditas pelo Espírito de DEUS ao rei Asa, logo após uma grande batalha e uma tremenda vitória. Muitas vezes a vitória é mais perigosa do que o fracasso. Na derrota as pessoas se sensibilizam, e humilhadas, recorrem a DEUS com mais facilidade. No sucesso, elas tendem a se sentirem auto-suficientes e confortáveis. Por isso, o Senhor lembrou o rei e todo o seu exército de algo muito importante. Ele disse: "O Senhor está convosco, enquanto vós estais com ele; se o buscardes, o achareis; mas se o deixardes, ele vos deixará".

Embora vivamos numa outra dispensação, e tenhamos de CRISTO a promessa de que não seremos deixados, o principio da busca é o mesmo. "Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração" (Jr 29:13). Através de Azarias, DEUS lembrou o rei de um tempo em que não havia paz. Em outras palavras, Ele estava dizendo ao seu povo que aprendessem com tudo aquilo que eles viveram e se apercebessem de como o Senhor respondera a sua busca.

DEUS não muda! O nosso esforço tem a sua recompensa garantida em DEUS. Tal qual Asa, podemos responder ao seu convite e esforçar-nos. Diz o relato bíblico que, tendo ouvido aquelas palavras, o rei Asa tirou as abominações que impediam o culto a DEUS, renovou o altar e ajuntou o povo. Estes se dirigiram a Jerusalém, ofereceram sacrifícios ao Senhor e decidiram entrar num concerto com Ele, submetendo-se em tudo à Sua vontade.

Uma semente incorruptível


"Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de DEUS, viva, e que permanece para sempre." (1Pe 1:23)

JESUS CRISTO é a semente de DEUS. Ele foi semeado nesta Terra para que os frutos do Seu sacrifício trouxessem salvação a toda humanidade. Ele disse aos Seus discípulos: "Em verdade, em verdade vos digo: Se o grão de trigo caindo na terra não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto" (Jo 12:24). Isso de fato aconteceu quando Ele morreu, foi sepultado e ressurgiu dentre os mortos para a nossa salvação. Paulo afirma que nós estávamos na cruz com Ele, e ali a semente corruptível do pecado foi destruída. Ele disse: "Sabendo isto, que o nosso homem velho foi crucificado com ele, para que o corpo do pecado fosse desfeito, a fim de não servirmos mais ao pecado. Ora, se já morremos com CRISTO, cremos que também com ele viveremos" (Rm 6:6-8).

Pela fé, podemos colher os frutos do Espírito e viver em novidade de vida. Escrevendo aos coríntios, Paulo afirmou: "Pelo que, se alguém está em CRISTO, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo" (2Co 5:17). Em CRISTO, não somos mais escravos do pecado!

JESUS é a Palavra viva que está impressa em nossos corações para guiar-nos em sabedoria. O salmista declarou "o mandamento do Senhor é puro e alumia os olhos. Também por eles o teu servo é advertido; e em nos guardar há grande recompensa" (Sl 19:8-11). Busque conhecer mais profundamente a DEUS e a JESUS CRISTO através de Sua Palavra. "Toda a carne é como a erva, e toda a sua glória como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor; mas a palavra do Senhor permanece para sempre" (1Pe 1:24-25).

Arrependimento


"Surgiu João... pregando arrependimento para o perdão dos pecados." (Mc 1:4)

Quando se pergunta a um preso se ele está arrependido e ele responde: "Claro! Veja onde vim parar!", concluímos que se não tivesse sido apanhado, não se arrependeria. Isso é cinismo, não arrependimento. Porém nem sempre há cinismo e sim o remorso, a pessoa sente-se mal pelo que fez. Ou então se entristece por voltar a cair – lutou, tentou, mas caiu de novo. Ainda sim pode ser decepção, vergonha, mas não o arrependimento de que fala a Bíblia.

Arrepender-se do ponto de vista bíblico envolve três passos:
1) Diagnóstico: como toda doença, o pecado precisa ser identificado para ser tratado – não adianta dar-lhe um nome mais agradável. Pecado nada mais é do que fazer valer a nossa vontade em vez da de DEUS (claramente expressa nas Escrituras).
2) Confissão: não basta diagnosticar; nem de tentar explicar, culpar outros. É entender que se trata de uma ofensa inaceitável e reconhecer-se como devedor.
3) Mudanças: arrependimento sem mudança não é genuíno. É como descobrir que se está na direção errada – é preciso abandonar o trajeto e voltar-se para a direção correta (o que em trânsito é chamado, não por acaso, de conversão).

Esse ensino trata-se apenas do ensino bíblico sobre a conversão: reconhecer a própria condição de pecador, confessar a DEUS a incapacidade de reparar as ofensas e curar-se dessa doença fatal, rendendo-se a JESUS CRISTO para ser transformado e viver uma nova vida. Não se quer dizer que o arrependido não voltará a cair, mais isto, quando e se ocorrer, só servirá para um retorno sincero a DEUS, submetendo-se humildemente à ação do seu Espírito, para uma transformação gradual para um dia tornar-se semelhante a JESUS.

As quedas serão oportunidades de aprender um pouco mais a depender do Senhor. Mais do que reconhecer um erro, arrepender-se é mudar de rumo!

Perdão


"Eu lhes perdoarei a maldade e não me lembrarei mais dos seus pecados." (Jr 31:34)

Quando se refere ao nosso pecado, a Palavra de DEUS é muito clara. Por exemplo, o apóstolo Paulo explicou que todos pecaram e estão privados da glória de DEUS (Rm 3:23). Isto bastaria para nos fazer pensar sobre as ofensas que cometemos contra o nosso próximo e conta o Pai celeste. Segundo o texto, se DEUS registrasse os nossos pecados, ninguém escaparia; mas o salmista conforta o nosso coração dizendo que com DEUS está o perdão. Quando pensamos em nossos pecados, a Bíblia nos consola com a certeza de que DEUS, em CRISTO JESUS, nos perdoou!

Após sua ressurreição, JESUS disse a seus discípulos que deveriam, em seu nome, pregar o arrependimento para o perdão dos pecados a todas as nações (Lc 24:46-47). Neste sentido é que o apóstolo Pedro disse que: "todo o que nELE crê recebe o perdão dos pecados mediante o Seu nome" (At 10:43). Paulo, no seu testemunho perante o rei Agripa, afirmou que fora enviado aos gentios a fim de que eles recebessem o perdão de pecados. Declarou isso porque tinha certeza de que CRISTO morreu pelo nosso pecados (1Co 15:3).

Todas as pessoas necessitam de perdão, e a bíblia explica como é possível obtê-lo: "quem confessa [seus pecados] e os abandona encontra misericórdia" (Pv 28:13). Ou seja, é preciso admitir e estar disposto a deixar os pecados e crer em JESUS para receber o perdão de DEUS. Quando uma pessoa age dessa forma "os seus pecados foram perdoados, graças ao nome de JESUS" (1Jo 2:12). A certeza do perdão é afirmada no seguinte texto: "Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça" (1Jo 1:9). Quem confessa seus pecados é perdoado por DEUS e passa a ter uma nova vida, agora como filho de DEUS! ELE nos perdoa e nos capacita a perdoar os outros!

Observador


"O povo ficou observando e as autoridades o ridicularizavam." (Lc 23:35)

A crucificação de JESUS, ocorrida em Jerusalém há mais de 2000 anos, dividiu a humanidade em dois grupos bem definidos: o daqueles que crêem na validade de sua morte pelos nossos pecados e o dos que negam o mérito desse seu sacrifício.

Essa divisão já existiu antes entre os dois malfeitores executados, um à sua direita e o outro à sua esquerda. Um creu: "Lembra-te de mim quando entrares no teu reino", o outro duvidou: "Você não é o Cristo? Salve-se a si mesmo e a nós". O cenário da crucificação inclui diversos outros personagens: mulheres que lamentaram sua morte, soldados que sortearam suas vestes, escribas, fariseus e autoridades que o ridicularizavam, não o reconhecendo como o Messias, discípulos que, amedrontados, permaneceram distantes, com temor dos romanos ou dos próprios judeus. Faziam parte do povo, ou seja, da grande massa humana de homens e mulheres que observava a execução de CRISTO.

Em todos os tempos e em todas as gerações essa mesma história se repete. Cada vez que JESUS CRISTO é anunciado como o Redentor existem os que aceitam e o recebem. Assim, também – e é muito mais numeroso – o grupo dos que somente "observam". Não tomam qualquer decisão, mas reconhecem-no como homem de virtudes. Muitos conhecem seus ensinos, são testemunhas do poder do evangelho na transformação de vidas, mas negam-se a perfilar entre os verdadeiros cristãos.

A situação do observador, freqüentemente, é o passo inicial para uma efetiva decisão ao lado de JESUS CRISTO. E isso se dá pela ação contínua do Espírito Santo que trabalha no coração humano, provocando uma revolução interior cujo desfecho é o da chamada regeneração ou o "novo nascimento". Deixe de ser um mero espectador, se este é o seu caso. Há lugar para você no meio do povo de DEUS, daqueles que com fé e diligência trabalham para a honra e o louvor de CRISTO e para a ampliação de Seu reino.

domingo, fevereiro 13

Só isso?


"Porque DEUS não é injusto para se esquecer da vossa obra, e do trabalho do amor que para com o seu nome mostrastes, enquanto servistes aos santos; e ainda servis." (Hebreus 6:10)

Você já vivenciou alguma situação, algum trabalho ou tarefa que você tenha feito e passou despercebido? Como isso é terrível! Você dá um duro danado e ninguém valoriza, e às vezes nem sequer ouvimos um simples "obrigado". Quando lemos 2Crônicas 27, versículos de 1 a 9, podemos nos perguntar: só isso que falam desse importante rei? Dezesseis anos de reinado e tantas contribuições positivas, mas o cronista só utilizou nove versos para falar de Jotão, um bom rei? Parece injusto; afinal, alguns outros reis inferiores tiveram bem mais linhas dedicadas a eles. Mas quando deixamos esse pensamento humano de lado e lemos novamente o texto, ficamos impressionados, em especial com os versos 2 e 6, que enfocam o caráter e a grandeza espiritual daquele rei.

Fazendo um paralelo com nossas vidas podemos observar que há situações ou momentos dos quais, embora tenhamos feito muitas coisas boas, a maioria não será lembrada ou levada em consideração. Todavia, ao invés de ficarmos revoltados ou desanimados, devemos continuar a fazer o que deve ser feito. Mesmo que os detalhes das nossas ações não apareçam, é preciso cultivar uma vida de valor. Devemos dirigir nossos passos em conformidade com a vontade do Senhor. E quando conseguirmos esse padrão, como será sublime saber que alguém poderá resumir nossa história com aquela gloriosa frase: "Fulano fez o que era reto aos olhos do Senhor".

Mas, se porventura as pessoas não souberem dar o devido valor aos seus feitos, não se preocupe. Melhor ainda será ouvir as palavras de JESUS: "Venham benditos de meu Pai! Recebam como herança o reino que lhes foi preparado desde a criação do mundo" (Mt 25:34). Por isso não procure a honra dos homens, mas faça o seu melhor, servindo ao Senhor. Pois Ele, somente ELE, é justo o suficiente para lembrar-se e recompensa-lo ao seu tempo. Os bons frutos crescem em silêncio!

Orações...


"Dediquem-se à oração, estejam alerta e sejam agradecidos." (Cl 4:2)

Muitas pessoas oraram a DEUS, não obtiveram a resposta que queriam e por isso desanimaram - sua fé enfraqueceu ou foi até mesmo abandonada. Você já imaginou se DEUS atendesse a todos os pedidos num único dia ou mês? Considerando que boa parte dos mais de seis bilhões de habitantes do mundo fizesse seus pedidos, imagine a confusão!

O Senhor ouve todas as orações e se agrada quando conversamos com ele, expondo nossos problemas, pois isso torna nosso relacionamento com DEUS mais íntimo. Porém, quanto à resposta, DEUS é o único que sabe se merecemos ou não ter um pedido atendido e se isso será realmente bom pra nós. Costumamos pedir coisas para o nosso próprio benefício, porém deveríamos agradecer mais pelo que DEUS faz por nós e orar pelos outros – também por nossos inimigos, como JESUS ensinou (Mt 5:44). Não existe "oração forte" – podemos dizer que o forte da oração não é que ela pode eliminar as irregularidades ao nosso redor, mas mudar primeiro quem ora. Quando somos transformados por DEUS, nossas prioridades mudam, e também nossas orações, que deixam de ser tão egoístas. Passamos a orar mais pelos outros e por nossos governantes; deixamos de pedir bens materiais para rogar à DEUS que nos dê sabedoria e paz. Nossa oração, então, passa a agradar a DEUS, assim como Salomão, quando pediu discernimento para governar e distinguir o bem e o mal (1Rs 3:9-14). DEUS é tão misericordioso que às vezes dá coisas a seus filhos sem que eles tenham pedido – e tantas vezes nem agradecemos!

Confie nos Senhor, exponha a ELE seus problemas e necessidades e espere. DEUS sempre nos ouve, nós é que muitas vezes não queremos ouvi-Lo, só desejamos que nosso pedido seja atendido. Creia que ELE, como bom pai, nos dará o que for melhor pra nós e adequado à nossa situação. Oração é relacionamento, não cobrança!

Será que compensa?


"Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?" (Mateus 16:26)

A sociedade moderna tem como objetivo final a vida fácil. As riquezas e os prazeres têm inebriado o povo. Já não se escolhe uma profissão pelo dom, mas, sim, pela oportunidade de faturamento que ela oferece. Tristemente, temos de reconhecer que até muitos filhos de DEUS têm sido levados pelo "canto" de Mamom e, em vários casos, têm servido a ele (ao dinheiro). Onde isso vai parar? É uma pergunta que ninguém se atreve a responder.

Por que querer ganhar mais do que o suficiente? Será que existe necessidade de provar um prato de comida diferente todos os dias? O homem é reconhecido pelas roupas que veste, ou pelo caráter que possui? Os valores têm sido invertidos, e isso tem contaminado até os conhecedores da palavra. Seria isso algo novo, ou a humanidade já passou por estágios semelhantes? Bem, JESUS advertiu que os dias que precederiam Sua vinda seriam iguais aos que precederam ao Dilúvio (Mateus 24:37-39). Naquela época, o pregoeiro Noé avisava da destruição que viria, a qual ninguém deu atenção. A história se repete.

As palavras do Mestre já foram pronunciadas, e ELE as deu em forma de perguntas. Dessa forma, é preciso pensar bem para que não sejamos culpados de não termos dado ouvidos a ELE e termos sido enganados por Mamom. Há pessoas "se matando" para juntar um pouco mais de prata, mas o que adiantaria se elas ganhassem o mundo inteiro e perdessem a alma? A vida aqui é transitória e passa bem mais rápido do que pensamos. Seria possível usar a fortuna para resgatar a alma da destruição eterna? Devemos nos cuidar para não cairmos nessa "cachaça" que tem embebedado milhões de pessoas em todos os países. Há alguns que agem desonestamente, pensando que, assim, poderão guardar dinheiro para uma velhice melhor. Mas o que adiantaria se elas ganhassem o mundo inteiro e perdessem a alma?

A quem vc tem ouvido?


"...a fé vem pelo ouvir!" (Rm 10:17)

"Não temas, crê somente". Foram essas as palavras de JESUS CRISTO a Jairo no momento em que ele recebeu a trágica notícia da morte de sua filha. O Senhor sabia que aquela hora era decisiva e que a insegurança ou a dúvida poderiam abrir as portas para que o espírito de medo possuísse a alma daquele homem. A voz da situação dizia: "Está tudo acabado, desista". JESUS foi enfático: "Não temas. A menina não morreu, mas dorme" (Mc 5:39). Sabemos que são muitas as vozes que querem ser ouvidas, por isso temos que provar os espíritos para sabermos de onde eles procedem (1Jo 4:1). O medo é o principal inimigo da fé por isso temos que aprender um princípio importante de vida vitoriosa. Depois de ouvir o que diz a situação, ouça o que DEUS tem a dizer a respeito do assunto. Nada termina até que ELE diga que acabou. O que vai definir a vitória ou o fracasso é o que você vai dizer segundo a sua fé. Em quem, de fato, você acredita: na circunstância ou em DEUS?

Jó era um homem de fé, mas a sua alma vivia atormentada por dúvidas e inseguranças. Depois da tragédia que assolou a sua vida e família, ele disse: "Porque aquilo que temia me sobreveio; e o que receava me aconteceu. Nunca estive tranqüilo, nem sosseguei, nem repousei, mas veio sobre mim a perturbação" (Jó 3:25-26). Embora a sua alma estivesse abalada, havia uma convicção em seu coração: "Pois eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra" (Jó 19:25). DEUS virou o cativeiro de Jó e restaurou a sua vida com dupla honra.

Diante do que você está vivendo e do que Deus lhe prometeu, qual é a sua confissão? - "Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos" (Rm 10:8). Sabendo que a fé vem pelo ouvir (v.17), a quem você tem ouvido? Com quem você tem concordado? Com a situação, o diabo, o mundo, os incrédulos ou com DEUS? Lembre-se que há poder na sua concordância (Mt 18:19), e faça da sua confissão de fé uma oportunidade para DEUS operar milagre.

Fuja da parcialidade...


"Não é bom ter respeito à pessoa do ímpio, para derribar o justo em juízo." (Provérbios 18:5)

A verdade deve nortear todas as nossas decisões. Não é correto se deixar levar pelo medo de quem quer que seja e não falar a verdade. Declará-la é manifestar o verdadeiro juízo (Provérbios 12:17). Não se deve torcer o direito, pois a sentença verdadeira levanta a pessoa do justo. Atente para o fato de que "sim, sim e não, não" em tudo é uma ordenança do Senhor (Tiago 5:12).

Daremos conta até das intenções ocultas em nosso coração. Então, não é certo omitir os fatos para ajudar alguém ou para não se envolver em questões alheias. Quando presenciamos um ato ou somos informados de alguma coisa, não podemos furtar-nos de falar o que é correto. Ao tomarmos conhecimento de algo, é como se o nosso DEUS nos tivesse elegido para cooperar com a aplicação da Verdade. É claro que devemos orar e esperar nELE para saber quando e como abrir a boca, pois todo precipitado peca, erra. Se a parte transgressora é conhecida pela valentia ou por algo que possa fazer, não devemos deixar o medo assaltar-nos. Aquele que pode tudo e demanda obediência à Sua Palavra não será tolerante com quem não cumpriu o que ELE determinou. Por outro lado, quem servir ao Senhor irá tê-Lo a seu lado em todos os sentidos. Como nos machuca quando precisamos de uma testemunha que presenciou os fatos e ela os nega, não é verdade? Então, o que não queremos que ocorra conosco não devemos deixar que aconteça com o próximo.

A Palavra de DEUS assevera que, ao falarmos a verdade, manifestamos o juízo. Então, por que negá-la? Ora, se não cumprirmos os mandamentos do Pai celeste, estaremos em falta com ELE. O pior é que quem fala a mentira se faz filho do mentiroso (João 8:44) e, assim, é desligado do Senhor. Além de tudo, JESUS ensinou que da nossa boca só deve sair o "sim, sim e o não, não", pois o que passar disso é de procedência maligna. Que possamos ter a verdade como algo presente em nosso dia-a-dia, alegando assim o coração de DEUS!

domingo, fevereiro 6

Ester


"Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade." (Ef 5:15-16)

Você conhece a história de Ester? Ela aconteceu em um período em que os judeus eram cativos sob a dominação dos persas e seu rei Xerxes. Ester era uma moça judia que foi alçada à posição de rainha. Uma conspiração armada por Hamã, um membro da corte, pretendia o extermínio em massa dos judeus. Ester estaria relativamente segura em sua condição de rainha; seu povo, porém, condenado. É então que o tio de Ester, Mardoqueu, lhe envia uma longa mensagem que resumidamente dizia: Quem sabe se não foi para um momento como este que você chegou à posição de rainha? Há quem pense que DEUS traçou um destino detalhado para cada pessoa – o "está escrito".

Queremos sempre compreender o que está escrito ao nosso respeito, qual a vontade de DEUS pra nós, se deveríamos nos esforçar se o que acontecerá já está escrito... Logo entenderemos que nem sempre o Senhor determina planos detalhados para nós, e sim, ELE tem o propósito de nos abençoar e abençoar pessoas por nosso intermédio. ELE é o Senhor da história e tudo será conforme ELE quer, mas temos a liberdade de escolher se queremos participar.

Sei que não somos reis nem rainhas, porém cada um de nós tem um espaço único na família, vizinhança, trabalho, escola, onde só nós chegamos. Nós servos de DEUS somos sementes do amor dELE, plantadas por este mundo afora. Cabe a nós aceitarmos ser instrumentos dELE e frutificar. Afinal, o que está escrito a nosso respeito é que DEUS nos ama e nos deu a grande honra de sermos seus cooperadores. Cooperar com DEUS é uma honra ao alcance de todo cristão.

Boas orientações...


"E sucedeu, depois da morte de Josué, que os filhos de Israel perguntaram ao SENHOR, dizendo: Quem dentre nós primeiro subirá aos cananeus, para pelejar contra eles?" (Juízes 1:1).

Se a cada passo nosso perguntássemos ao Senhor o que fazer – assim como fez o povo de Israel após a morte de seu líder –, sem dúvida seríamos guiados por ELE e não perderíamos batalha alguma. As tentações são reais e, por trás de todas elas, está o inimigo, que vem com o propósito de roubar, matar e destruir (João 10:10). Por isso, devemos vigiar para não deixá-lo se aproximar, porém, infelizmente, temos agido como pessoas que gostam de brincar com o pecado. Temos de dar a devida atenção ao Senhor, o qual nos adverte sobre o que o maligno planeja fazer conosco, ao andar ao nosso redor, bramando como leão. (1Pedro 5:8)

Josué aprendeu muito com Moisés, pois esteve ao lado dele por décadas e foi escolhido pelo próprio DEUS para suceder àquele grande servo do Senhor. Josué recebeu promessas maravilhosas da boca do Altíssimo, mas, como acontece com todo aquele que nasce neste mundo, ele morreu. Entretanto, naqueles dias, Israel já tinha aprendido o suficiente para, por exemplo, não fazer como os pássaros que, quando ouvem um estrondo, voam sem rumo e caem nas redes. Ao contrário, os israelitas reuniram-se e oraram ao Todo-Poderoso, pedindo-Lhe direção.

Se fizéssemos assim em todos os momentos, antes de cada decisão, seríamos guiados e não tropeçaríamos. Veja, as tentações só derrubam aqueles que se acham fortes e agem como certo fariseu citado por JESUS em uma de suas parábolas (Lucas 18:9-14), o qual se considerou melhor do que os demais homens. Já quem faz como o publicano, que foi justificado ao orar pedindo clemência, sabe que precisa da misericórdia divina e por ela suplica.

Não brinque com a tentação; você tem o poder de dizer não para ela. Quem precisa resistir ao diabo é você – e, se o fizer, ele fugirá (Tiago 4:7). No entanto, se "brincar com fogo", consequentemente se queimará!

Vingança


"Tenham cuidado para que ninguém retribua o mal com o mal, mas sejam sempre bondosos uns para com os outros e para com todos." (1Ts 5:15)

De vez em quando somos confrontados com situações em que sentimos o desejo de vingança. O próprio JESUS reconhece o fato de que, na caminhada da vida, encontramos pessoas que se tornam nossos inimigos – aqueles que naum simpatizam conosco. E então, como tratá-los? JESUS ensinou que devemos amá-los e orar por eles (Mt 5:44) e Paulo instrui-nos a nunca buscar a vingança, mas a fazer todo o possível para viver bem com todos. A verdade é que quando trabalhamos para promover a paz, o desejo de vingança desaparece e se torna oportunidade e motivo para fortalecermos a nossa fé, animarmos nosso amor e fazermos o bem.

Vivemos em dias difíceis: desejo de vingança, aflições, tribulações, tristezas causadas por outras pessoas, momentos de ira. Talvez vc esteja passando por essas e outras situações em sua vida. A Bíblia ensina que nunca devemos vingar-nos ou retribuir com o mal, mas a deixar tudo nas mãos de DEUS.

Tudo pode ser transformado em vasilhas imaginárias, cheias não de mal, mas de coisas boas dadas por DEUS. Entregue seus maus sentimentos a DEUS e assim, você estará vencendo o mal pelo bem e viverá em paz com todos. O amor de DEUS vence os maus sentimentos em nossa vida.

Caminhos seguros...


"As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem." (Jo 10:27)

Se DEUS está falando ao seu coração, não resista. O caminho da resistência é feito de dores e muitos sofrimentos. Foi por causa da dureza do coração do povo de DEUS que o profeta Jeremias disse: "Os meus olhos choram, e não cessam, porque não há descanso" (Lm 3:49). Muitas vezes, DEUS tem apontado o caminho das águas de refrigério para dar descanso às almas feridas, mas muitos se recusam a ouvir a voz do Bom Pastor. ELE diz: "Este é o descanso, dai descanso ao cansado; e este é o refrigério; porém não quiseram ouvir" (Is 28:12). A recusa em ouvir a voz do Espírito aponta para um grave problema espiritual. "Já vo-lo tenho dito, e não o credes porque não sois das minhas ovelhas, como já vo-lo tenho dito. As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem".

Seguir a JESUS CRISTO significa andar por caminhos seguros. Mas a resistência ao conselho do Senhor não apenas comprometerá a paz do coração, como trará as conseqüências da desobediência. Elas se manifestarão entre outras coisas como fardos emocionais e espirituais desnecessários, que amarram a vida de pessoas em todos os sentidos. Estes males poderiam ser evitados se as palavras do Senhor fossem ouvidas e cridas. Pare e pense! O arrependimento é via de retorno para os braços do Pai. Eles continuam abertos para receber os filhos arrependidos (Mt 11:28-29). Aproxime-se do Senhor com fé e assuma um compromisso com ELE.

Apoiados na obra de CRISTO na cruz, "cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno" (Hb 4:16). Em Suas veredas você encontrará o descanso que a sua alma necessita para viver na abundância do Espírito Santo. Confie no Senhor e entregue todos os seus fardos em Suas Mãos. Seu coração se encherá de paz "e terás confiança, porque haverá esperança; olharás em volta e repousarás seguro" (Jó 11:18).

Boa consciência


"Combata o bom combate, mantendo a fé e a boa consciência." (1Tm 1:18-19)

Todos nós temos uma consciência que nos alerta para o que é certo e errado. Há quem diga que a consciência é a voz de DEUS na alma humana. Para outros são os olhos da alma, voltados para DEUS. Deveria ser assim, mas nem sempre é, e quando não vivemos com DEUS, a consciência não tem em que se basear e pode enganar-nos. Ela depende de quem a alimenta, e se a entregarmos a DEUS, então, sim, ELE a usará para nos orientar, e é importante prestarmos atenção a ela.

Entretanto, somos sempre tentados a fazer só o que desejamos e não aquilo que a consciência nos aponta. Às vezes falamos mal de alguém e a consciência nos acusa; outras vezes apropriamo-nos de algo que não nos pertence, e novamente a consciência grita. Assim, quanto mais não atendermos à voz da consciência, mais nos distanciaremos da vontade de DEUS. Quando desprezamos a boa consciência, acabamos cauterizando-a, como diz a Bíblia (1Tm 4:2), e o resultado de uma consciência cauterizada (queimada) é o naufrágio na fé. É por isso que também Tiago diz que "quem sabe que deve fazer o bem e não o faz, comete pecado" (Tg 4:17).

Portanto, fique atento e sensível à voz da consciência, mantendo-a sempre aberta à vontade de DEUS. Toda vez que surgir a questão: "Será que não devo fazer isso?" é bom que não faça! Se fizer, já poderá estar no caminho errado. Quando a consciência fala, o sinal vermelho já acendeu; não questione, discuta ou racionalize: pare antes que seja tarde demais, para não naufragar na fé.

É necessário viver de modo que a nossa sintonia com DEUS esteja sempre bem ajustada, a fim de que em cada circunstância possamos entender de imediato "qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de DEUS!" (Rm 12:2)

Cresça com CRISTO!


"... e não retendo a Cabeça [CRISTO], da qual todo o corpo [a igreja], provido e organizado pelas juntas e ligaduras, vai crescendo com o aumento concedido por DEUS." (Cl 2:19)

Embora João Batista tenha dito sabiamente – "É necessário que ELE cresça e que eu diminua" – somos desafiados pelo Espírito Santo a crescer juntamente com ELE. Para compreender melhor essa declaração, compare-a com as palavras do apóstolo Paulo aos Colossenses. Ele disse: "... e não retendo a Cabeça [CRISTO], da qual todo o corpo [a igreja], provido e organizado pelas juntas e ligaduras, vai crescendo com o aumento concedido por DEUS" (Cl 2:19). O fato é que quando CRISTO é reconhecido como Senhor de nossas vidas, ELE é exaltado e entronizado nos nossos corações. ELE toma o lugar que é somente dELE e passa a reinar em nós e através de nós. Em reconhecimento à Sua grandeza, prostramo-nos em humildade e "diminuímos", tornando-nos pequeninos e completamente dependentes dELE. Em contrapartida, prostrados nós somos maiores.

A Bíblia diz que "o Senhor abate e também exalta" (1Sm 2:7). Quando nos humilhamos diante de DEUS crescemos em fé, em graça e força e nos tornamos maiores do que os nossos problemas e dificuldades. Paulo disse: "quando estou fraco, então é que sou forte" (2Co 12:10). A dependência completa do Senhor nos torna gigantes na fé. Quando Golias se levantou contra o exército do Senhor, Davi se dispôs a enfrentá-lo em total dependência do Espírito. À primeira vista, enxergamos Davi como um anão diante do gigante filisteu, mas a história provou o contrário. Quando Golias se levantou com o intuito de destruí-lo, Davi disse: "Tu vens a mim com espada, com lança e com escudo; mas eu venho a ti em nome do Senhor dos exércitos, o DEUS dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado" (1Sm 17:45). Na verdade, Davi era o gigante e Golias o anão.

Prostre-se diante do Senhor, em profunda dependência, e Ele o tornará um gigante na fé. Continue crescendo com Cristo!

sábado, janeiro 29

DEUS é fiel!


"Como poderia eu, então... pecar contra DEUS?" (Gn 39:9)

Um jovem mimado pelo pai rico é traído por seus irmãos e vendido como escravo. Mesmo em situação adversa, age com integridade e zelo e colhe prosperidade. Tudo vai bem até ser colocado à prova em uma questão de caráter – saindo-se, aliás, muito bem. Mas em vez de prosperar mais, é acusado injustamente e lançado na prisão imunda.

Quem conhece a história de José do Egito sabe que, anos mais tarde, veio a tornar-se governador do Egito, e nesta posição de honra e poder serviu de instrumento para que a nação de onde o Messias nasceria fosse preservada. O bem resultante da fidelidade de José não se mede pela prosperidade pessoal alcançada, mas pela utilidade que teve para com o plano maior de DEUS – a redenção por meio de JESUS, o CRISTO.

Somos por natureza autorreferidos: consideramos tudo de um prisma pessoal e centrado em nós mesmos. Assim, ao aprender sobre a fidelidade divina, nada mais natural que começar a medir como isto nos beneficiará pessoalmente.

Fidelidade é um dos atributos de DEUS, como amor, por exemplo. ELE é fiel: não fica mudando de idéia, e invariavelmente cumpre suas promessas. Mas é preciso entender que ELE não é um negociante disposto a barganhar em troca de nossa obediência, premiando-nos como crianças comportadas. A fidelidade a DEUS não é um truque para receber suas bênçãos, mas a única resposta apropriada à fidelidade dELE.

Porque DEUS é fiel, a única resposta digna de nossa parte é sermos fiel a ELE!

Planos


"Em seu coração o homem planeja o seu caminho, mas o Senhor determina seus passos." (Pv 16:9)

Planejar é estabelecer metas e os meios para atingi-las. Com freqüência traçamos planos de ação para aproveitar melhor nosso tempo, ter sucesso profissional, manter nossa família unida e até mesmo para crescer espiritualmente. Fazer planos não é errado – o problema é não deixar que DEUS interfira neles.

O Senhor é quem vai permitir ou não que nossos planos sejam colocados em prática. Às vezes nosso plano pode parecer perfeito, mas o de DEUS sempre será melhor. Às vezes planejamos algo que parece ser o que DEUS quer, mas ai ELE responde que não. Não é fácil desistir de tudo e cumprir o plano de DEUS, pois muitas vezes isso envolve sofrimento.

Em Atos 16:6-10 lemos que Paulo também tinha um plano (era um bom plano: evangelizar pessoas de certo local), mas o Espírito Santo o impediu e dirigiu-o a outro lugar. Paulo não teve dúvidas: preferiu o plano do Senhor. Max Lucato escreveu: "Não vá para DEUS com opções e esperando que ELE escolha uma de suas preferências... vá até ELE disposto a fazer o que ELE lhe disser!" Então, o que fazer com os nossos planos? A palavra ensina que devemos consagrar tudo ao Senhor e então nossos planos darão certo – pois estaremos fazendo o que DEUS quer. Quando entregamos nossa vida a DEUS e permitimos que ELE a dirija da forma que quiser, ELE cumprirá em nós o Seu plano e tudo dará certo, porque Seus planos são perfeitos e adequados a nós. Confie sua vida e seus planos ao DEUS que conhece sua história, é perfeito e sabe o que é realmente melhor pra você.

Saber pedir...


"Peça o que você quiser e Eu te darei!" (1Rs 3:5)

Estas palavras foram ditas pelo Senhor a Salomão em um sonho profético. Ele respondeu: "Dá, pois, a teu servo um coração entendido para julgar o teu povo, para que prudentemente discirna entre o bem e o mal; porque, quem poderia julgar a este teu tão grande povo?" (1Rs 3:9). Esta resposta humilde mexeu com o coração de DEUS, por isso ELE disse ao seu servo: "Porquanto pediste isso, e não pediste para ti muitos dias, nem riquezas, nem a vida de teus inimigos, mas pediste entendimento para discernires o que é justo, eis que faço segundo as tuas palavras. Eis que te dou um coração tão sábio e entendido, que antes de ti teu igual não houve, e depois de ti teu igual não se levantará. Também te dou o que não pediste, assim riquezas como glória; de modo que não haverá teu igual entre os reis, por todos os teus dias" (vs.11-13).

Salomão pediu sabedoria e DEUS lhe concedeu o desejo do seu coração. Biblicamente, sabedoria é a habilidade de entender e viver a vontade do Pai. Ela vai além do conhecimento, porque não apenas discerne o fato, mas sabe como lidar com ele. Neste sentido, ser sábio significa ser capaz de discernir e viver todo o propósito divino. A boa notícia é que DEUS dá sabedoria a quem desejá-la. Tiago escreveu: "Ora, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a DEUS, que a todos dá liberalmente e não censura, e ser-lhe-á dada." (Tg 1:5)

Esta oportunidade divina está bem diante de você! Abra os olhos da fé e você verá que esta situação tem solução, basta você conhecer e praticar os princípios bíblicos de realização. Salomão afirmou que aquele que adquire a sabedoria é amigo de si mesmo e o que guarda o entendimento prosperará (Pv 19:8). Peça a DEUS que o faça sábio em todos os seus caminhos.